Por que praticar o desapego?

Se “a única constante é a mudança”, conforme previa Heráclito de Éfeso, por que nos apegarmos tanto a algo ou a alguém? Quando somos muito jovens nos apegamos sobremaneira a coisas e pessoas, que num breve espaço de tempo já não nos são mais interessantes. Os colegas de escola se mudam e seguem a vidaContinuar lendo “Por que praticar o desapego?”