Agir, reagir ou esperar?

Esperar é um verbo que pode ter dois sentidos. Um negativo e outro positivo. Esperar pode ser sinônimo de paciência, que é uma qualidade. As mudanças não acontecem da noite para o dia, e ser paciente e também resiliente, mostra que a espera é uma virtude.

Do mesmo modo, esperar pode ser visto como acomodação. Quem espera muito pode não alcançar o que deseja. Algumas pessoas, por exemplo, esperam uma situação perfeita para tomar atitudes. “Só vou começar a estudar quando tiver um computador”; “Só vou me casar quando a casa estiver pronta e toda mobiliada”; “Só vou tentar tirar a habilitação quando comprar um carro”, e por aí vai…

Mais importante que esperar é agir. A ação é que vai nos mostrar se conseguiremos ou não alcançar o objetivo traçado. Se desejo mudar de emprego, é preciso agir, mas também planejar. Atualizar o currículo, fazer contatos, verificar as vagas disponíveis no mercado, estudar algumas empresas, enfim, pensar antes de agir.

Esperar que alguém bata à sua porta e lhe ofereça um emprego é quase impossível, digo ‘quase’, porque se você realmente for um profissional excelente talvez isso possa acontecer. No mundo real as mudanças começam por nós: eu quero, eu preciso, eu planejo, eu executo, eu corro atrás.

No entanto, nem só planejamento e ação podem efetivar as mudanças que você deseja. Existe outra palavra importante, que em minha opinião, é fundamental para que tenhamos êxito, seja na vida pessoal, seja na vida profissional. Essa palavra é “reação”.

Como reagimos diante das mudanças? Você foi demitido, como reagiu? Você foi reprovado, qual foi a sua reação? Você adoeceu, sofreu um acidente, recebeu um “não” de alguém ou de uma empresa, como reagiu diante das contingências negativas?

O poder de reação pode ser exemplificado numa partida de futebol. O time levou um gol, depois outro, mas o jogo não acabou, e está no intervalo. Jogadores e comissão técnica param, pensam, conversam e com alguma estratégia formulada, além de muita motivação, voltam ao gramado e viram o jogo.

Nem todos sabem reagir positivamente diante do fracasso, esquecendo que são derrotas e contingências negativas que nos fazem crescer, pavimentando o caminho para o sucesso. São os erros e falhas que moldam a nossa experiência. É quando você diz: “não vou agir dessa forma, porque errei e aprendi”.

O modo como reagimos a tudo em nossas vidas é que faz a diferença. Sou a favor do planejamento, mas quando ele é só uma etapa do objetivo. Tem gente que passa a vida toda planejando. Sou mais a favor ainda da ação, porque ficar parado não vai te levar a lugar nenhum. Já a reação, é mais que necessária. Ela nos mostra o quão estamos interligados ao ambiente e ao coletivo. Reagir é levantar a cabeça e agir novamente, sem se preocupar com o que os outros vão pensar ou dizer.

Publicado por Ralph Neves

Não sei bem me definir...Gosto de escrever, talvez porque gosto muito de ler. Sou curioso e tenho muitas dúvidas, mas não sou cético, porque acredito em muitas coisas e ao mesmo tempo não creio em nada. Muitas vezes penso que sei, e descubro que não sei nada. A frase atribuída a Descartes ajuda a me definir: "Daria tudo que sei pela metade que ignoro". Estou sempre procurando e talvez não encontre, mas o que realmente importa? Certamente é o caminho da busca...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: