O que mudou na pandemia?

Fora o uso da máscara e do álcool em gel, tenho a percepção que nada mudou na pandemia. Na realidade, não pretendo aqui falar sobre as mudanças, mas sobre o que não mudou a partir da chegada do corona vírus.

Quando navegamos pelos sites de notícias, assistimos os telejornais e paramos para ver alguma live, lemos e ouvimos muito sobre mudanças, durante e pós-pandemia. A vida mudou, as pessoas mudaram, o mundo está se transformando. Mas será mesmo?

Repito. Com exceção do álcool em gel, da máscara e de algumas poucas restrições, continuamos vivendo mais do mesmo. Ouço algumas pessoas dizerem que a pandemia mudou a forma de ver a vida. Mas quando estivermos vacinados contra o vírus e tudo voltar ao normal, você vai continuar vendo a vida de forma diferente?

Vejamos então o que não mudou na pandemia. Continuamos a praticar o nosso egoísmo de cada dia. Ninguém está se importando se o outro perdeu o emprego, se foi despejado ou está doente; continuamos vivendo a nossa vida, preocupados com a próxima live do nosso cantor preferido, para onde vamos viajar nas próximas férias, ou na reforma da casa, para poder receber os amigos quando tudo isso passar. Dez, vinte ou cem mil mortos não importa, pois ninguém da minha família morreu. São apenas números e não vidas. Quem se comove? As pessoas vão continuar morrendo, independente se for pelo covid-19, câncer, hipertensão, infarto, homicídio…desde que não seja alguém que eu ame.

Além disso, continuamos não seguindo as regras. Não usamos as máscaras, não deixamos de sair, não deixamos de aglomerar, não nos protegemos e o que é pior, não nos importamos com os outros, porque continuamos vivendo num mundo de faz de contas, esperando que a qualquer momento a vacina venha nos salvar. Mas salvar de quê, se tudo está normal?  

Também nas empresas nada mudou. Algumas se aproveitaram da crise para ganhar mais. Aumentaram os preços dos produtos, reduziram a quantidade de empregados e focaram naquilo que gerava mais lucros. Mas elas estão erradas? Depende. Houve alta nos insumos? Problemas com fornecedores? Redução de receitas? Se sim, ótimo, a mudança é necessária; se não, é sinal de oportunismo, no pior sentido da palavra.

Da mesma forma fica a percepção de algumas empresas já haviam quebrado antes mesmo da pandemia, mas a pandemia virou uma bela desculpa para abaixar as portas. Igualmente, ficou mais fácil agora demitir funcionários, porque a crise chegou. Já queriam demitir antes, mas faltava coragem ou gestão.

Se enganam aqueles que pensam que a pandemia vai mudar o mundo ou o comportamento das pessoas. Continuaremos cada vez mais egoístas e hedonistas, buscando a qualquer custo satisfazer as nossas vontades. Quem não está próximo não existe para nós. Permaneceremos com as mesmas atitudes, os mesmos desejos e mesquinhez,  e torcendo para que tudo dê certo, pelo menos para aqueles que amamos.

Nada mudou e nem vai mudar!

Publicado por Ralph Neves

Não sei bem me definir...Gosto de escrever, talvez porque gosto muito de ler. Sou curioso e tenho muitas dúvidas, mas não sou cético, porque acredito em muitas coisas e ao mesmo tempo não creio em nada. Muitas vezes penso que sei, e descubro que não sei nada. A frase atribuída a Descartes ajuda a me definir: "Daria tudo que sei pela metade que ignoro". Estou sempre procurando e talvez não encontre, mas o que realmente importa? Certamente é o caminho da busca...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: